Novembro 25 2008

 

  Aproveitei o tempo livre..(infelizmente que o tenho mas pronto..) para ver o filme Blindness realizado pelo Fernando Meirelles baseado no livro do José Saramago.

 

  Admito que não sou o fã número 1 do nosso prémio nobel mas gostei particularmente deste livro e por isso foi com muita curiosidade que assisti ao filme.

  A visão que o Fernando Meirelles tem do livro é a que qualquer um de nós teve e isso percebe-se em vários momentos do filme quando passam pelos nosso olhos cenas tal como imaginámos quando lemos o livro.

 

  É um filme duro e até cruel, mas para passar a mensagem que o José Saramago queria só podia ser deste modo.

  Como li num qualquer blog este filme é um murro do estâmago e um abanar de consciência que nos envolve durante largos momentos.

 

  Após ver o filme, fico com a sensação que somos todos muitos pequenos e que sendo assim não temos o direito de criticar seja quem for, porque a cegueira neste filme, é um obstáculo para as pessoas, mas sabemos que ao longo da vida deparamo-nos com outros tão diferentes mas que insistimos em pensar que é o pior possivel.

 

  O exemplo que nos é dado, até pode ser interpretado de varios modos, mas certamente é consensual na relativização da vida e nas priorização que damos a coisas e factos que comparados com outros...são irrelevantes...

  As vezes a maior cegueira é aquela quando nao queremos ver o que os nossos olhos veem e perdemos tempo a arranjar desculpas ocas de sentido.

 

  Ainda sobre o filme...é de realçar o desempenho absolutamente fantástico da Julianne Moore e do Mark Ruffalo..

 

 Aconselho vivamente que vejam este filme...Blindness por Fernando Meirelles.

 

 

publicado por enfermeiro_de_serviço às 17:45

Gosto dos seus comentários, do seu blog, da sua jovialiadade.
Mas este país está na "rua da amargura" no que se refere a empregos, não é?
Há já muitos jovens a saírem do país.
Desejo-lhe boa sorte.
Quanto ao filme, não sei se vou ver, mas pelso seus comentários deve ser interessante.
Fui ver um que me diz respeito, ensino, e fiquei muito sensibilizada.
O filme é "Entre les murs". Acho que todos devem ver. Pais, professores, alunos, ministros e todos aqueles que são os "actores" da vida, neste caso particular, a educação.
Maria Araújo a 25 de Novembro de 2008 às 23:15

Vou certamente seguir o conselho e ver o tal filme até porque já tenho lido algumas críticas positivas.

Obrigado pela sugestão

Que saudades de ir ver um bom filme ...
Vera Carvalho a 29 de Novembro de 2008 às 02:04

Olá.
Também fui ver o filme e por acaso não li o livro. Geralmente quando leio um livro e depois vejo o filme baseado fico sempre desludida. Fui ver o filme com pouca expectativa, porque me disseram que não era lá grande coisa, que não se percebia muito bem... mas mesmo assim, e tendo em conta o conceito do filme, insisti e fui ver. Adorei. è forte, duro, dá-nos a volta ao estomago (mesmo a nós habituados a tanta miséria nos hospitais e afins) e a mim, enervou-me bastante. Fiquei ansiosa para que o filme se continuasse a desenrolar para saber como acabaria. Não me importei em saber como aparareceu a cegueira ou como poderia desaparecer, isso para mim tornou-se secundário, porque o importante é a lição que se retira do filme: a nao desistir, a gostar das pessoas pelo que são, a perdoar e a compreender. Achei aquele filme um retrato da nossa sociedade, porque por pior que seja a situação ainda há sempre alguem que se consegue aproveitar disso. Além disso o facto de o mais importante é gostar de alguem pelo que ela é e não pelo que ela aparenta. Gostei. Aconselho e concordo com o teu comentario. Beijo
nursy a 17 de Dezembro de 2008 às 11:06

E quantos já passaram por aqui?
Free Counter
Free Counter
Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
19
20
21
22

23
24
26
27
28
29

30


Vida De Enfermeiro

vida_de_enfermeiro
pesquisar
 
Quem nos visitou
blogs SAPO